O cooperativismo, por ser uma importante forma de organização da sociedade enquanto realizadora de atividade profissional e econômica, tem recebido adeptos de vários segmentos, uma vez que tem o apoio da própria Constituição Federal.

Este setor estuda as relações jurídicas envolvendo a atividade das cooperativas em geral, com atuação desde o trabalho consultivo, até o contencioso administrativo e judicial em todas as questões que cercam as atividades deste tipo de sociedade, da constituição societária às questões tributárias e ao trato de suas relações jurídicas com os demais setores da sociedade.