INFORMATIVO / NOTICIA

Biblioteca sobre rodas visita Ribeirão Preto

21/08/2018

Projeto que leva literatura para crianças e pessoas que não têm acesso à leitura passou por Ribeirão Preto e ficou instalado no estacionamento do escritório, no dia 20 de agosto

Com o objetivo de miscigenar a cultura dos estados brasileiros e incentivar o hábito da leitura nas pessoas, o ônibus-biblioteca Livros nas Praças visitou, pela primeira vez, a cidade de Ribeirão Preto, no dia 20 de agosto e ficou instalado no estacionamento da matriz do escritório Brasil Salomão e Matthes Advocacia. A visitação aconteceu das 9h às 16h e possibilitou uma apresentação do projeto para pessoas da comunidade.

Quem passou por lá pôde ter acesso ao ônibus-biblioteca e conhecer o acervo de cerca de 2 mil exemplares, sendo 80% de autores brasileiros, como Ana Maria Machado, Thalita Rebouças, Paulo Coelho e Monteiro Lobato.

Entre os visitantes, participaram advogados e funcionários da banca de advocacia, professores, educadores, jornalistas e escritores locais. Muitos trouxeram livros de sua autoria para doação e, com esta ação, o acervo passou a contar com obras de escritores da cidade. Como a jornalista e escritora Daniela Penha, que doou seu livro História do Dia – Um Olhar Sobre o Cotidiano pela Trajetória de 50 Pessoas, recentemente lançado durante a 18ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. “Achei o projeto encantador por levar cultura onde ela não chega. É uma honra saber que meu livro vai viajar o país e participar do projeto”, afirmou.

A escritora Eliane Ratier, autora do livro Noticias Poéticas, obra também doada para o ônibus-biblioteca, esteve presente e apoiou a iniciativa. “Disponibilizar a leitura de um livro que nós mesmos escrevemos gera uma troca de experiências”. A autora ainda mencionou que se, a cada lugar que o ônibus passar tiver a contribuição de um autor, as ideias do país todo vão circular, com uma importante mistura da cultura do país. “Adorei o projeto, ficaria aqui a tarde toda lendo os livros. É um projeto que não traz só o livro e também muito conforto, com um espaço bem planejado e acolhedor”,  avalia.

O ônibus também foi projetado com foco voltado à sustentabilidade e tecnologia e utiliza itens como uma caixa para coletar os rejeitos dos banheiros e dos resíduos, além de um gerador próprio, dependendo da disponibilidade de energia do local em que ficar estacionado. “Temos um setor de wifi, guardamos toda a água e rejeitos do ônibus e solicitamos à prefeitura local para fazer a coleta ou levamos à alguma empresa para o descarte em locais apropriados, sempre preservando o meio ambiente”, destaca o Roberto Wichan, integrante da tripulação do ônibus.

A biblioteca ainda oferece um acervo para pessoas com deficiência visual ou com baixa visão. São 60 livros com ilustrações em braile para crianças, 30 livros em fonte ampliada para pessoas com baixa visão, 20 audiobooks para deficientes visuais e 30 livros em braile para adultos.

A idealizadora do projeto e ex-presidente da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, Cristina Figueiredo, explica o motivo que levou à criação do projeto. “No Brasil, são cerca de 75% de pessoas que não têm acesso a uma biblioteca, e por isso fazemos com que a biblioteca vá até a população que mais precisa e que não consegue ter esse contato com a literatura”, explicou.

O sócio-fundador do escritório Brasil Salomão e Matthes Advocacia, Brasil Salomão, que recepcionou a vinda do ônibus a Ribeirão Preto, disse que conheceu a proposta durante a Feira do Livro. “A presença foi muito gratificante e todas as pessoas que nos visitaram gostaram bastante do projeto, que contou com o patrocínio das lojas Americanas para vir à nossa cidade. Esperamos poder trazê-los novamente em uma outra oportunidade e com mais tempo para podermos apresentar o ônibus para as crianças e estudantes das escolas da cidade”.