INFORMATIVO / NOTICIA

Os advogados Evandro Grili e Rodrigo Forcenette avaliam as tendências e rumos para a advocacia.

13/08/2018

Advocacia nos dias de hoje

Já se formaram 191 anos desde o primeiro ano do ensino superior. Um deles em São Paulo, outro em Olinda / PE. De lá para cá, passou por um regime de regra político, de monarquia virou república, passou para os dois períodos de ditadura, transformou-se e tornou-se um dos países mais conectados ao planeta na era da internet e como sendo vem promovendo uma nova revolução industrial. Hoje é quase um milhão de estudos sobre o país, quase todos os resultados que buscam seus problemas globais de problemas e oportunidades. ?

A advocacia é uma das principais atividades profissionais do Estado Democrático de Direito. As pessoas e os que não são membros do Judiciário, um Ministério Público e seus órgãos de Administração Pública.

Com uma advocacia, o ano comum e a construção de suas atividades, com base na legislação vigente. Essa atividade é essencialmente num país com as normas rígidas e complexas.

A actividade da advocacia é um importante sector da economia que contribui para o desenvolvimento económico nacional. Se o país cresce, crescem como as novas empresas e os negócios, figurando no mercado como um todo e como uma atividade é praticada. O país entra em crise, cresce de forma mais ensejar os mais variados serviços jurídicos.

Mas, há espaço para esse contingente de profissionais? Como novas tecnologias e inteligência artificial walk diminuir as oportunidades de trabalho para os advogados no futuro? O Direito e a advocacia têm sido acompanhados como transformações culturais com a mesma velocidade?

A advocacia e o direito de se adequar aos novos tempos. Não é mais possível seguir com a mesma velocidade com a qual promovemos adaptações no passado. O mundo mudou. Novas tecnologias e, mais recentemente, uma inteligência artificial, estão promovendo transformações profundas em todas as atividades. E, nesse contexto, imaginar que os direitos e advocacia é atropelados por tudo o que é ingenuidade.

A advocacia e os advogados, juntamente com os juízes, os promotores e os agentes sociais, devem iniciar-se na década de século XXI. O seguinte já fez pela cidade de Facebook, Twitter, o Youtube as mesmas regras de arbitrariedade que já vislumbrava as comporências com mais eficiência e rapidez que os aparatos estatais.

É um mundo novo, diferente, sujeito a mudanças constantes. Para preservar os padrões de processamento de paradigmas e sermos flexíveis e resilientes a todo instante.

 

Evandro AS Grili e Rodrigo Forcenette. Advogados, sócios e diretores executivos do Brasil Salomão e Matthes Advocacia